De tornozeleira, Luigino Fiocco aguarda julgamento de extradição

Angelo Rigon – Maringà
Esta semana faz quatro meses que o italiano Luigino Fiocco, 68, o homem da fábrica de helicópteros e aviões que seria instalada em Maringá, está em liberdade provisória, usando tornozeleira eletrônica, enquanto aguarda o julgamento do pedido de extradição feito pelo governo da Itália.

Condenado na Itália a mais de 10 anos de prisão por fraude que deu prejuízo de mais de 200 milhões de euros, Fiocco, de 68 anos, foi descoberto por policiais de elite, os ‘caçadores’ do Catturandi (de ‘capturar’), especializados em caçar mafiosos. Preso em setembro, ele ganhou liberdade por decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, em outubro. Continue reading

Advertisements

Angelo Rigon racconta Luigino Fiocco in Brasile

Giornalista scomodo a Maringà, Angelo Rigon ha raccontato fin dall’inizio la vicenda brasiliana di Luigino Fiocco. Ecco di seguito il link per leggere i suoi articoli e le sue denunce, una lettura interessante per capire i metodi di un truffatore seriale: Continue reading